Estudo de clima organizacional em uma instituição pública de ensino da região do Alto Paranaíba/MG

Virgínia Resende Boaventura, Paulo Junio dos Santos, Rita de Cássia Arantes, Ana Cristina Ferreira

Resumo - visualizações: 68


No âmbito escolar, o clima organizacional pode ser considerado decisivo para o desempenho de toda comunidade acadêmica, além disso, possui influência sobre a qualidade do ensino. Nesse cenário, o objetivo geral deste artigo é analisar o clima organizacional de uma instituição pública estadual, por meio da percepção dos professores em relação às dimensões do clima organizacional, propostas por Martins (2008). A pesquisa realizada foi descritiva de natureza quantitativa, com dados obtidos por meio da aplicação da escala ECO com os professores da escola em questão. Os resultados da pesquisa revelaram que a escola possui, de modo geral, um bom clima organizacional. O estudo permitiu concluir que são as relações de trabalho que formam o clima no ambiente escolar e que é papel dos gestores assegurar um bom clima organizacional para obter resultados positivos quanto aos propósitos a serem conquistados. Ainda, os resultados apontam os aspectos que podem ser tratados pela instituição escolar como forma de proporcionar melhor ambiente de trabalho e bem-estar aos seus colaboradores.

Palavras-Chave: Clima organizacional. Ambiente escolar. Instituições públicas.

Study of organizational climate in a public teaching Institution in the Alto Paranaíba Region-MG

Abstract

In the school context, the organizational climate can be considered decisive for the performance of the entire academic community, besides, it has influence on the quality of teaching.From this scenario, the goal of this article is to analyze the organizational climate of a state public institution, through the teachers' perception regarding the dimensions of the organizational climate, proposed by Martins (2008). It is a descriptive quantitative research, whose data were collected through the application of the ECO scale to the teachersof that school. The results  revealed that the school has, overall, a good organizational climate.The study still allowed us to conclude that the labor relations are responsible for the climate in the school environment and that the managers have the role of ensuring a good organizational climate to achieve positive results regarding to he established aims. To conclude, the results indicate the aspects that can ne dealt with by the school institution as way of providing better working environment and well-being of its employess.

Keywords: Organizational Climate. School environment. Public Institutions.



Palavras-chave


Clima Organizacional; Ambiente Escolar; Instituições Públicas

Texto completo:

PDF

Referências


BEGNAMI, João. Batista. Os CEFFAs e a Educação Média e Profissional Integrada. Texto elaborado para a Equipe Pedagógica Nacional dos CEFFAs do Brasil. Brasília: Rede dos CEFFASs/UNEFAB?ARCAFAR SUL/ARCAFAR NE/No, setembro de 2011. 24f.

BENDASSOLLI, Pedro Fernando. Reconhecimento no trabalho: perspectivas e questões contemporâneas. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 17, n. 1, p. 37-46, 2012.

BENDASSOLLI, Pedro. Fernando; MALVEZZI, Sigmar. Desempenho no trabalho: Modelos teóricos e desafios à gestão. In BORGES, Livia de Oliveira; MOURÃO, Luciana (Orgs.). O trabalho e a organização: Atuações a partir da psicologia (pp.53-84). Porto Alegre: Artmed, 2013.

BRASIL. Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento. Fórum discute Gestão por Competências como estratégia para a modernização do Estado. 2009. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/assuntos/relacoes-de-trabalho/noticias/forum-discute-gestao-por-competencias-como. Acesso em: 20 abr. 2018.

CARBONE, Pedro Paulo. Cultura organizacional no setor público brasileiro: desenvolvendo uma metodologia de gerenciamento da cultura. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 34, n. 2, p. 133-144, 2000.

CASTRO, Denise Gutierrez; THIAGO, Fernando; OLIVA, Eduardo de Camargo; KUBO, Edson Keyso de Miranda; SOUZA, Wilson José de. Construindo um avião em pleno voo: a influência do conforto físico no clima organizacional de uma instituição federal de ensino superior. Revista Gestão Universitária na América Latina-GUAL, Florianópolis, v. 10, n. 3, p. 163-181, 2017.

CEIA, Alda Maria dos Reis. Um olhar de dentro: o clima da escola na perspectiva do aluno. 2001. 147 f. Dissertação (Mestrado em Administração e Gestão Educacional) - Universidade Aberta. Portugal, 2001.

CERIBELI, Harrison Bachion; LIMA, Maria Luiza Santos. A influência do clima organizacional sobre a intenção de permanência dos indivíduos nas organizações. Revista da UNIFEBE, Brusque, v. 1, n. 23, p. 190-208, 2018.

CLARO, Juan S. Calidad en educación y clima escolar: apuntes generales. Estudios Pedagógicos. Valdivia, v. 39, n. 1, p. 347-359, 2013.

COHEN, Jonathan; MICHELLI, Nicholas M.; School climate: research policy, practice, and teacher education. Teachers College Record, New York, , v. 111, n. 1, p. 180-213, 2009.

COOPER, Donald R.; SCHINDLER, Pamela S. Métodos de pesquisa em administração. 16 ed. São Paulo: Bookman, 2016.

COSTA, Andreia Fonseca Lopes da. Clima escolar e a participação docente: a percepção dos professores de diferentes ciclos de ensino. 2010. 214f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade de Coimbra, Coimbra, 2010.

CURVELLO, João José Azevedo. Os estudos de comunicação organizacional e as novas abordagens sistêmicas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO – Intercom, 32., 2009. Curitiba. Anais eletrônicos [...] Curitiba: Intercon, 2009.

CURVO, Leandro Dias; HEINZMANN, Lígia Maria. Estudo do clima organizacional da Secretaria de Gestão de Pessoas de uma Universidade Federal. Revista Eletrônica Científica do CRA-PR-RECC, v. 4, n. 2, p. 1-18, 2017.

DUARTE, Marisa Riberio Teixeira; OLIVEIRA, Rosimar de Fátima. Análise de políticas públicas de educação: a importância das narrativas. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos em Política Educativa, v. 3, p. 1-20, 2018.

FALSARELLA, Ana Maria. Os estudos sobre a cultura da escola: forma, tradições, comunidade, clima, participação, poder. Educação & Sociedade, Campinas, v39, n. 142, 2018.

FERREIRA, Patricia Itala. Clima organizacional e qualidade de vida no trabalho. Rio de Janeiro: LTC, 2013.

GAZIEL, Haim. H. O clima psico-social da escola e a satisfação que os docentes do segundo grau encontram no seu trabalho. Le travail Humain, Brétigny-sur-Orge, v. 50, n. 1, p. 35-45, 1987.

GHAVIFEKR, Simin; PILLAI, Nova Sheila. The relationship between school’s organizational climate and teacher’s job satisfaction: malaysian experience. Asia Pacific Education Review, [s.l.], v. 17, n. 1, p.87-106, 2016..

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOSENDO, Eliana Elisabete Moreira. Clima organizacional e sua relação com configurações de poder e estilos de funcionamento organizacional. 2009. 180 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações) - Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

KNAPIK, Janete. Gestão de pessoas e talentos. Curitiba: Ibpex, 2008.

KOLB, David A.; RUBIN, Irwin M.; McINTYRE, James M. Psicologia organizacional: uma abordagem vivencial. São Paulo, Atlas, 1984.

LIBÂNEO, José Carlos; OLIVEIRA, João Ferreira de; TOSCHI, Mirza Seabra. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2012.

LIRA, Adriana da. A organização escolar: a relação entre clima e violências. 2010. 207 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2010.

LITWIN, George H.; STRINGER. Robert A. Motivation and organizational climate. Boston: Division of Research, Graduate School of Business Administration, Harvard University, 1968.

LÜCK, Heloísa. Gestão da cultura e do clima organizacional da escola. Petrópolis: Vozes Limitada, 2017.

LUNET, Nuno; SEVERO, Milton; BARROS, Henrique. Desvio padrão ou erro padrão. Arquivos de Medicina, v. 20, n. 1-2, p. 55-59, 2006.

LUZ, Ricardo. Gestão do clima organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2012. 143 p.

MACHADO, Mirian Magnus; MOLINARI, Cristiani Regina Feller. Clima organizacional: estudo de caso em prestadora de serviço de Blumenau – SC. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v. 2, n. 2, p. 01-26, 2008.

MAFRA, Leila de Alvarenga A sociologia dos estabelecimentos escolares: passado e presente de um campo de pesquisa em re-construção. In: ZAGO, Nadir.; CARVALHO, Marília Pinto; VILELA, Rita Amélia Teixeira (Orgs.). Itinerários de pesquisa: perspectivas qualitativas em Sociologia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2003. p. 109-136.

MARTINS, Maria do Carmo Fernandes. Clima organizacional. In: Medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2008, p.29-40,.

MERTLER, C. A. Designing scoring rubrics for your classroom. Practical Assessment, Research & Evaluation, v. 7, n. 25, p. 1-10, 2001.

MÓL, Anderson Luiz Rezende; FERNANDES, Antônio Sérgio Araújo; TINÔCO, Dinah dos Santos; BORGES, Djalma Freire Borges; ALLOUFA, Jomária Mata Lima; ARAÚJO, Maria Arlete Duarte de. Clima organizacional na administração pública. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010.

MORAES, Mônica Cristina Martinez de A avaliação da escola pelos pais, 2010.169 f. Tese (Doutorado em Educação) –Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, 2010.

MORO, Adriano; MORAIS, Alessandra de; VINHA, Telma Pileggi; TOGNETTA, Luciene Regina Paulino.Avaliação do clima escolar por estudantes e professores: construção e validação de instrumentos de medida. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 27, n. 64, p. 67-90, 2018.

OLIVEIRA, Fabianne Pinto de; OBREGON, Sandra Leonara; BRITO, Lucas Charão; RIBAS, Fábio Teodoro Tolfo; LOPES, Luis Felipe Dias; CARNEIRO, Lindéia. Pesquisa de clima como ferramenta de análise do comportamento humano no ambiente organizacional. Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti, Restinga Seca, v. 6, n. 9, p. 123-142, 2016.

OLIVEIRA, José Arimatés de; MEDEIROS, Maria da Penha Machado de. Gestão de pessoas no setor público. Florianópolis: Departamento de ciências da Administração/UFSC. 2011.

PANTOJA, Maria Júlia; CAMÕES, Marizaura R. de Souza; BERGUE, Sandro Trescastro. Gestão de pessoas: bases teóricas e experiências no setor público. Brasília: ENAP, 2010. 346 p.

QADEER, Faisal; JAFFERY, Hina. Mediation of psychological capital between organizational climate and organizational citizenship behavior. Pakistan Journal of Commerce and Social Sciences, v. 8, n. 2, p. 453-470, 2014.

RIZZATTI, Gerson. Categorias de análise de clima organizacional em universidades federais brasileiras. 2002. 307 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

SARAIVA, Luiz Alex Silva. Cultura organizacional em ambiente burocrático. RAC: Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 6, n. 1, p. 187-207, 2002.

SIQUEIRA, Mirlene Maria Matias Medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2008.

SIQUEIRA, Mirlene Maria Matias. Medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Artmed Editora, 2009.

THAPA, Amrit; COHEN, Jonathan; GUFFEY, Shawn; HIGGINS-D’ALESSANDRO, Ann A review of school climate research. Review of Educational Research. v. 83, n. 3, p. 357–385, 2013.

THIÉBAUD, Marc. Climat scolaire. Colombier, , p. 1-6, 2005.

UNESCO. International Standard Classification of Education – ISCED. 2001. Disponível em: http://www.uis.unesco.org/ev. php?ID=7433_201&ID2=DO_TOPIC Acesso em 30/novembro de 2017.

ZANDER, Keith. Relationships between School Climate and Student Performance: Schooland Student-level Analyses. 2011. 61 f. Tese. (Master of Arts in Psychology) - University of Illinois at Chicago, Illinois, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.29069/forscience.2019v7n2.e545

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexada em:

                    

          

ISSN 2318-6356

Licença Creative Commons
ForScience: Revista Científica do IFMG   http://formiga.ifmg.edu.br/forscience é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

SalvarSalvarSalvarSalvar