Estado da arte do processo produtivo da cal na região Centro Oeste de Minas Gerais

Ricardo Carrasco Carpio, Carlos Antônio Rufino Júnior, Leandro de Souza Lemos, Vanessa dos Santos Sousa, Vinicius Augusto Dantas

Resumo - visualizações: 3566


As indústrias de cal são caracterizadas pelas altas emissões de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Isto se deve ao fato das indústrias atuarem com tecnologias ultrapassadas, resultando em alto consumo de combustível, baixa eficiências energéticas e grandes impactos ambientais. Para diminuir os danos ambientais causados pela indústria de cal é necessário o conhecimento do processo produtivo, das tecnologias empregadas e dos impactos ambientais. Por essa razão, este trabalho tem por objetivo fazer uma análise do processo produtivo da cal, desde as jazidas até o produto final, mostrando as tecnologias empregadas em cada etapa do processo.

Palavras-chave: Indústrias de cal. Processo produtivo. Impacto ambiental.

State-of-the-art on the manufacturing process of lime in mid west region of Minas Gerais

Abstract

The lime industries are characterized by high emissions of CO2 in the atmosphere. This is because the industries are using outdated technology, resulting in high fuel consumption, low energy efficiencies and high environmental impacts. To reduce the environmental damages caused by the lime industry, it is necessary to know the manufacturing process, the technologies used and the environmental impacts. Therefore this paper aims to analyze the manufacturing process of lime, from the limestone quarries to the final product, showing the technologies used in each step of the process.

Keywords: Lime Industries. Manufacturing process. Environmental impact.


Palavras-chave


Indústrias de cal; Processo produtivo; Impacto ambiental

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PRODUTORES DE CAL (ABPC). Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2013.

BAJAY, S. V.; SANT’ANA, P. H. de M. Oportunidades de eficiência energética para a indústria: relatório setorial cal e gesso. Brasília: CNI, 2010.

BES, A. Dynamic process simulation of limestone calcinations in normal shaft kilns. Doctoral Thesis, Otto-von-Guericke University, Magdeburg, 2006. Disponível em: . Acesso em: 03 set. 2013.

BOYNTON, R. S. S. Chemistry and tecnology of lime and limestone. New York: John Wiley & Sons Inc., 1988. p. 532.

BRIANE, D.; DOAT, J. Guide technique de la carbonization: la fabrication du charbon de bois. Aix-em-Provence: Édisud, 1985. p.180-1985.

BRITO, J. O.; BARRICHELO, L. E. G. Comportamento de madeiras nativas do maranhão frente ao processo de destilação seca. Brasil florestal, DF, ano 11, n. 45, p. 47-55, jan/fev/mar. 1981.

CASTILLO, M. E. U. Determinacion del poder calorífico de 20 espécies florestales de la amazonia peruana. Revista Florestal do Peru, v. 12, n. 1-2, p. 98-117, 1994.

CORTEZ, L. A. B.; LORA, E. S. Tecnologias de conversão da biomassa. Manaus: EDUA/EFEI, 1997. (Sistemas Energéticos II).

CUNHA, M. P. S. C. et al. Estudo químico de 55 espécies lenhosas para geração de energia em caldeiras. In: ENCONTRO BRASILEIRO EM MADEIRAS E EM ESTRUTURAS DE MADEIRA, 3., 1989, São Carlos. Anais... São Carlos: [s.n.], 1989. v. 2, p. 93-121.

GUTIÉRREZ, A. S. et al. Evaluation of the environmental performance of lime production in Cuba. Journal of Cleaner Production, v. 31, p. 126-136, aug. 2012.

HILL, N.; MASON, K. How to calculate the energy efficiency of your lime burning process. Practical Action, World Cement, 1997.

JARA, E. R. P. O poder calorífico de algumas madeiras que ocorrem no Brasil. São Paulo: Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), 1989. (Comunicação Técnica, 1797).

OATES, J. A. Lime and limestone: chemistry and tecnology and uses. Weinheim: Wiley-VCH, 1998.

OCHOA, P. A. G. et al. Cleaner production in a small lime factory by means of process control. Journal of Cleaner Production, v. 18, n. 12, p. 1171-1176, apr. 2010.

OCHOA, P. A. G. 2000. Doctoral Thesis. Cuba: University of Cienfuegos, 2000.

QUIRINO, W. F. et al. Poder calorífico da madeira e de materiais lignocelulósicos. Revista da Madeira, n. 89, p. 100-106, apr. 2005.

SILVA, J. O. Perfil da Cal. [S.l.]: Ministério de Minas e Energia (MME), 2009.

VOTORANTIM. Processo de fabricação da cal. 2013. Disponível em: < http://www.vcimentos.com.br/htms-ptb/Produtos/Cal_procFabricacao.html >. Acesso em: 22 out. 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.29069/forscience.2013v1n1.e49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexada em:

                    

          

ISSN 2318-6356

Licença Creative Commons
ForScience: Revista Científica do IFMG   http://formiga.ifmg.edu.br/forscience é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

SalvarSalvarSalvarSalvar