Utilização do índice de bulbo úmido e termômetro de globo no ensino de transferência de calor para cursos de graduação na área de exatas

Samuel de Oliveira

Resumo - visualizações: 862


A utilização de experimentos no processo ensino-aprendizagem está cada vez mais presente no atual cenário acadêmico, para tanto, o autor propõe a utilização de um experimento técnico, IBUTG, como material potencialmente significativo para aulas de Transferência de Calor em cursos de graduação na área de exatas, justificando-se pela sua importância acadêmica, podendo auxiliar tanto professores quanto estudantes sobre o uso de recursos que contribuem pedagogicamente para a efetiva aprendizagem. Ao final da pesquisa, conclui-se que o experimento em análise pode ser usado de forma a fornece aos professores da área, orientações pedagógicas que agreguem substancialmente formas inovadoras para que o processo ensino aprendizagem torne-se efetivo, da mesma forma que a metodologia por projetos oferece alternativa para que um experimento técnico possa ser utilizado em sala de aula.

Utilization of the wet bulb globe temperature, wbgt, in teaching of the heat transfer for graduation courses in  exact sciences

Abstract

This paper has the objective propose the use of a technical experiment known as Wet-bulb globe temperature, WBGT, as potentially significant material for Heat Transfer classes in undergraduate courses in exact sciences, and its research methodology based on Ausubel learning theory and methodology for projects. The results show that the experiment is a strong experimental material for use in the classroom, having a set of relevant concepts that enable its connection with the new information to be learned and substantially corroborating the innovative path to the teaching learning process.

Keywords: Heat transfer. WBGT. Physics teaching.


Palavras-chave


Transferência de calor. IBUTG. Ensino de Física.

Texto completo:

PDF

Referências


BEHRENS, M. A. Metodologia de projetos: aprender e ensinar para a produção do conhecimento numa visão complexa. 2014. p. 95-116. Disponível em: Acesso em: 23 jan. 2017.

BRASIL. Ministério do Trabalho. Norma de higiene ocupacional 06: procedimentos técnicos: avaliação da exposição ocupacional ao calor. Brasília, 2002.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. NR 15 – Atividades e Operações Insalubre. Brasília, 2015. Disponível em: < http://trabalho.gov.br/seguranca-e-saude-no-trabalho/normatizacao/normas-regulamentadoras/norma-regulamentadora-n-15-atividades-e-operacoes-insalubres>. Acesso em: 13 dez. 2017.

ÇENGEL, Y. A.; GUAJAR, A. J. Transferência de calor e massa: uma abordagem prática. 4. ed. Porto Alegre: AMGH, 2012. 904 p.

INCROPERA, F. P. et al. Fundamentos de transferência de calor e massa. 7. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2014. 694 p.

KREITH, F.; MANGLIK, R. M.; BOHN, M. S. Princípios da transferência de calor. 7. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2010. 676 p.

LEMOS, E. S. Enseñanza y elhacer docente: reflexiones a la luz de la teoria del aprendizaje significativo. Aprendizagem significativa em revista. Campus do Vale, v. 2, n. 2, p. 23-41, 2012.

LOPES, V. Análise de um objeto de aprendizagem na perspectiva da teoria da aprendizagem significativa: o professor diante da possibilidade de transformação. ForScience: revista científica do IFMG, Formiga, v. 3, n. 1, p. 87-103, jan./jun. 2015.

MACHADO, C. T. Mapas conceituais como instrumento de avaliação em estudos de termodinâmica no ensino médio. 2017. 87 f. Dissertação (Mestrado profissional em ensino de Física) - Instituto de Física, Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

MOREIRA, M. A. Teorias de Aprendizagem. 2. ed. São Paulo: EPU, 2011. 248 p.

MOURA, D. G.; BARBOSA, E. F. Trabalhando com projetos: planejamento e gestão de projetos educacionais. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

NORMA DE HIGIENE OCUPACIONAL 06 (NHO-06): avaliação da exposição ocupacional ao calor. 2. ed. São Paulo: Fundacentro, 2017.

OLIVEIRA, S. Uma releitura sobre a abordagem da Lei de Coulomb e da Lei de Gauss no Ensino de Física para os cursos de Engenharia. Revista Conexão Ciência, Formiga, v. 11, n. 2, p. 110-118, 2016.

OLIVEIRA, S.; COSTA, C. S. Análise do conforto térmico em uma sala de aula. Revista Conexão Ciência, Formiga, v. 9, n. 1, p. 74-84, 2014.

SAKOI, T. et al. Heat balance model for ahumanbody in theformofwetbulbglobe temperature índices. Journal of thermal biology, v. 71, p. 1-9, 2018

SCHNEIDER, R. M. et al. Students in Project-Based Science Classroomson a National Measureof Science Achievement. Journal of research in science teaching, v. 39, n. 5, p. 410-422, 2002.

SEABRA, R. D. Uma abordagem no ensino da disciplina de informática e sociedade em um curso de ciências da computação: o relato de uma experiência. ForScience: revista científica do IFMG, Formiga, v. 5, n. 1, p. 1-18, jan./jun. 2017.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 24. ed. São Paulo: Cortez, 2016. 320 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.29069/forscience.2018v6n3.e435

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexada em:

                    

          

ISSN 2318-6356

Licença Creative Commons
ForScience: Revista Científica do IFMG   http://formiga.ifmg.edu.br/forscience é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

SalvarSalvarSalvarSalvar