Análise da relação entre atitudes e desempenho quanto à matemática em alunos do cursinho Pré-IFMG

Nágila Giovanna Silva Vilela, Zélia Terezinha Teixeira Rossi

Resumo - visualizações: 1720


O presente estudo objetivou explorar a relação entre as atitudes (sob a forma de interesse e disposição em relação à Matemática) e o desempenho no que se refere à Matemática em alunos do 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas. Participaram 15 estudantes matriculados no Cursinho Pré-IFMG (short course Pre-IFMG), turma de 2015, que estavam presentes na data da aplicação do questionário e que fizeram os dois simulados aplicados durante o curso. Aplicou-se, coletivamente, a Escala de Atitudes em Relação à Matemática (EARM). A média das notas de Matemática nos simulados foi comparada com o score da EARM a fim de comparar atitudes e desempenho. Os resultados revelaram que, de forma moderada, os alunos com maiores scores na EARM, isto é, os mais satisfeitos e que demonstram atitudes positivas quanto à Matemática, são aqueles que obtiveram maiores notas nos simulados. Ao final, é apresentada a limitação da pesquisa quanto ao tamanho da amostra assim como sugestões para pesquisas futuras.

Palavras-Chave: Matemática. EARM. Correlação e Análise Estatística.

Abstract

Analysis of relationship between attitudes and performance  in math of the students of cursinho pré-ifmg

This study aimed to explore the relationship between attitudes (in the form of interest and disposition towards mathematics) and performance in relation to mathematics of students from 9th grade of elementary education in public schools. The participants were 15 students enrolled in Cursinho Pré-IFMG, class of 2015, who were present at the time of the interview and did the two trial tests applied during the course. The Attitude Scale in Relation to Mathematics (MRSA) was applied collectively. The average math scores on the trial tests were compared to the score of MRSA in order to compare attitudes and performance. The results revealed that, in a moderate way, students with higher scores on MRSA, ie, the most satisfied and demonstrate positive attitudes towards mathematics are those who obtained higher scores on the trial tests. Finally, the limitation of the research is presented as the sample size as well as the suggestions for future research.

Keywords: Mathematics. MRSA. Correlation and Statistical Analysis.


Palavras-chave


Matemática. EARM. Ensino Fundamental.

Texto completo:

PDF

Referências


BRITO, M. R. F. Um estudo sobre as atitudes em relação à matemática em estudantes de 1º e 2º graus. 1996. 242 f. Tese de Livre Docência (Doutorado em Psicologia Educacional) - Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1996.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA, R. da. Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CORREA, J.; MACLEAN, M. Era uma vez ... um vilão chamado matemática: um estudo intercultural da dificuldade atribuída à matemática. Psicologia Reflexão e Crítica, v. 12, n.1, 1999.

COSTA, C. L. A.; COSTA, C. V. B. Desempenho e atitudes em relação à matemática de alunos do 6º ano do ensino fundamental. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 6, n. 3, 2013.

FREUND, J. E. Estatística aplicada: economia, administração e contabilidade. 11. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

FUNDAÇÃO VICTOR CIVITA. Boas práticas docentes no ensino da Matemática. 2011. Disponível em: . Acesso em: 01 set. 2016.

GONÇALEZ, N. Atitudes dos alunos do curso de pedagogia com relação à disciplina de estatística no laboratório de informática. 2002. 191 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS. Vestibular: campus Formiga. Formiga, 2016.

Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2016.

LOPES, A. L.; FERREIRA, A. C. As atitudes em relação à matemática: um estudo com alunos de 6º e 9º anos do ensino fundamental de escolas públicas da cidade de Mariana – MG (sede). Revista da Educação Matemática da UFOP, v. 1, 2011.

MENDES, A. C.; CARMO, J. C. Atribuições dadas à matemática e ansiedade ante a matemática: o relato de alguns estudantes do ensino fundamental. Bolema, v. 28, n. 50, p. 1368-1385, 2014.

NOGUEIRA, I. D. B. Correlation between quality of life and functional capacity in cardiac failure. Arquivos brasileiros de cardiologia, v. 95, n. 2, p. 238-243, 2010.

PAULA, K. C. M. A família, o desenvolvimento das atitudes em relação à matemática e a crença de auto-eficácia. 2008. 186 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Educacional)- Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, 2008. Disponível em: . Acesso em: 29 ago. 2016.

SOARES, D. H. P. et al. Orientação profissional em contexto coletivo: uma experiência em pré-vestibular popular. Psicologia: ciência e profissão, Brasília, v. 27, n. 4, p. 746-759, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.29069/forscience.2016v4n2.e203

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexada em:

                    

          

ISSN 2318-6356

Licença Creative Commons
ForScience: Revista Científica do IFMG   http://formiga.ifmg.edu.br/forscience é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

SalvarSalvarSalvarSalvar