A utilização de jogos como metodologia de ensino da matemática: uma experiência com alunos do 6º ano do ensino fundamental

Cirléia Pereira Barbosa, Augusto Elias Lima, Roberto Costa Neto, Suyara Santos

Resumo - visualizações: 4884


O presente trabalho tem como objetivo apresentar os resultados de uma experiência - envolvendo o jogo como metodologia de ensino de Matemática - realizada na Educação Básica. A partir da literatura estudada, acredita-se que jogo é um instrumento que centraliza o aluno no processo de ensino e aprendizagem, em que os conhecimentos podem ser obtidos ou fixados na elaboração de soluções para situações problematizadoras presentes no jogo. Com a intenção de exemplificar sua abordagem em sala de aula, foi aplicado o Jogo da Velha em uma turma do sexto ano do Ensino Fundamental de uma escola pública da cidade de Formiga (MG). O Jogo da Velha tem por finalidade trabalhar o cálculo mental, o raciocínio lógico e a percepção visual dos discentes. Os resultados mostraram que o jogo contribuiu para a fixação do cálculo mental nos estudantes, para o desenvolvimento da capacidade de abstração e raciocínio lógico, para a socialização e cooperação dos alunos no decorrer da atividade, para o diagnóstico de possíveis concepções errôneas e para o aprendizado docente dos pesquisadores.

Palavras-chave: Matemática. Jogo de estratégia. Cálculo mental.

ABSTRACT

The use of games as a mathematics teaching strategy: an experience with students on the 6th grade of elementary school

The following work has the objective to present the results of an experience - regarding the use of games as a teaching method of Mathematics - applied to Basic Education. From the studied literature, it’s believed that games are an instrument that centralizes the students in the teaching and learning process, in which knowledge can be obtained or fixed in the elaboration of solutions to problem situations presented in a game. In order to illustrate its use in the classroom, the hash game was applied to a class of the 6th year of elementary school, in a public school in the city of Formiga, MG, Brazil. The hash gamehas the goal to work mental calculation, logical thinking and visual perception of students. The results show that the game contributed for the settling of mental calculation on students, for the developing of abstraction and logical thinking capabilities, for the socialization and cooperation between students during the activity, for the diagnosis of possible erroneous conceptions and for the teaching learning for the researchers.

Keywords: Mathematics. Strategy game. Mental calculations.


Palavras-chave


Matemática; Jogo de estratégia; Cálculo mental

Texto completo:

PDF

Referências


BORIN, J. Jogos e resolução de problemas: uma estratégia para as aulas de Matemática. 6. ed. São Paulo: IME-USP, 2007.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998. Disponível em: . Acesso em: 2 ago. 2014.

GRANDO, R. C. O conhecimento matemático e o uso de jogo na sala de aula. 2000. 239 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000. Disponível em:

/list.php?tid=7>. Acesso em: 5 ago. 2014.

MENEZES, J. E.; FOSSA, J. A. Razões sócio-histórico-filosófico-científicas para usar jogos no contexto ensino-aprendizagem de Matemática. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 7., 2004, Recife. Anais eletrônicos... Recife: SBEM, 2004. p. 1-10. Disponível em: . Acesso em: 6 ago. 2014.

MOREIRA, A. M.; MASINI, E. F. S. A aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2011.

NACARATO, A. M. Eu trabalho primeiro no concreto. Revista de Educação Matemática, ano 9, n. 9-10, p. 1-6, 2005.

STRAPASON, L. P. R; BISOGNIN, E. Jogos pedagógicos para o ensino de funções no primeiro ano do ensino médio. Bolema, Rio Claro, SP, v. 27, n. 46, p. 579-595, ago. 2013. Disponível em: . Acesso em: 11 ago. 2014.

UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS. Atividades de laboratório de ensino de matemática. Maringá, PR, 2009. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.29069/forscience.2015v3n1.e107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexada em:

                    

          

ISSN 2318-6356

Licença Creative Commons
ForScience: Revista Científica do IFMG   http://formiga.ifmg.edu.br/forscience é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

SalvarSalvarSalvarSalvar